O crescimento do comércio online

Ecommerce_Geoflicks

[vc_row padding_setting=”1″ desktop_padding=”no-padding” margin_setting=”1″ desktop_margin=”margin-four-bottom”][vc_column padding_setting=”1″ desktop_padding=”no-padding” margin_setting=”1″ desktop_margin=”margin-four-bottom” width=”1/1″ offset=”vc_col-md-12 vc_col-xs-12″][vc_column_text]

Estas serão certamente algumas das justificações que leva o aumento de ano para ano do comércio online.
A falta de tempo, a comodidade, a variedade, o conhecimento quase automático das promoções.

[/vc_column_text][vc_column_text]Em 2017 mais de 36% dos portugueses fez compras online, num valor total de 4,6 mil milhões de euros. Segundo o Estudo da Economia Digital em Portugal, desenvolvido pela ACEPI, em parceria com a IDC, consultora internacional de tecnologia, espera-se que:

– mais de metade dos portugueses compre online em 2025,

– o valor das compras atinja aos 8,9 mil milhões de euros.

Apesar da tendência de subida de compras nos sites portugueses, 50% ainda foram feitas fora de Portugal. De acordo com o estudo, 85% dos portugueses que compram online já o fizeram em sites estrangeiros. A China já é o país onde os portugueses compram com mais frequência. Os sites mais utilizados para compras são o eBay, a Amazon e AliExpress, da chinesa Alibaba. Os artigos mais adquiridos são o vestuário, os equipamentos móveis e acessórios e equipamento informático.

De acordo com o estudo, em 2020 mais de metade da população mundial utilizará a Internet e em 2025, dos sete mil milhões de pessoas do mundo, 68,4% estarão online. Destas, 36,7% vai fazer compras na Internet.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Posts relacionados